Arquivo do blog

O Movimento Mobiliza UEG consiste num movimento unificado de professores, estudantes e funcionários técnico-administrativos da Universidade Estadual de Goiás, espontâneo, independente, não institucionalizado, não hierarquizado e que adota como estratégia de atuação a ação direta. Seu objetivo é intervir no processo de construção da UEG com a finalidade de torná-la, de fato, uma universidade pública, gratuita, autônoma e democrática, capaz de cumprir o seu papel enquanto instituição de educação superior, produtora e socializadora de conhecimentos que contribuam para o bem-estar da sociedade goiana, em particular, da sociedade brasileira, em geral, e, quiçá, de toda a humanidade, primando pela qualidade reconhecida social e academicamente.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Email MOBILIZA UEG

Translate

terça-feira, 17 de maio de 2016

GOVERNO E REITORIA AMEAÇAM QUALIDADE DA UEG


No último mês de abril, a UEG completou 17 anos de existência. Apesar do empenho de muitos professores e funcionários administrativos que nela trabalham e da dedicação dos milhares de estudantes que se formaram ou continuam estudando em seus cursos, a sua consolidação como universidade pública com qualidade reconhecida social e academicamente continua ameaçada. Uma das últimas ameaças à qualidade da formação oferecida pela UEG é a sobrecarga de trabalho imposta aos seus docentes por meio da Resolução nº 01/2015, aprovada pelo seu Conselho Universitário (CsU) para atender a uma exigência do governo estadual de reduzir custos com folha de pagamento.
Combinada com essa medida que atenta contra a qualidade do trabalho dos professores, o governo estadual dificulta a contratação dos 736 técnicos administrativos aprovados e classificados no concurso de 2015 e dos professores classificados na reserva técnica do concurso de 2014, cuja validade se encerrará no início do próximo mês de julho. Lembramos que cerca de 80% dos atuais funcionários administrativos e 55% dos docentes da UEG estão trabalhando sob contrato temporário, a maioria já vencida, o que caracteriza ilegalidade.
Tudo isso tem ocorrido com a conivência do atual reitor e dos seus auxiliares.
Com a finalidade de superar essa situação absurda que afeta a qualidade da formação oferecida pela UEG, exigimos:


·      Revogação da Resolução CsU nº 01/2015
·      Convocação imediata de todos os técnicos administrativos aprovados e classificados no concurso de 2015
·      Convocação dos professores classificados no concurso de 2014 que se encontram na reserva técnica.
Movimento Mobiliza UEG
Maio de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário