Arquivo do blog

O Movimento Mobiliza UEG consiste num movimento unificado de professores, estudantes e funcionários técnico-administrativos da Universidade Estadual de Goiás, espontâneo, independente, não institucionalizado, não hierarquizado e que adota como estratégia de atuação a ação direta. Seu objetivo é intervir no processo de construção da UEG com a finalidade de torná-la, de fato, uma universidade pública, gratuita, autônoma e democrática, capaz de cumprir o seu papel enquanto instituição de educação superior, produtora e socializadora de conhecimentos que contribuam para o bem-estar da sociedade goiana, em particular, da sociedade brasileira, em geral, e, quiçá, de toda a humanidade, primando pela qualidade reconhecida social e academicamente.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Email MOBILIZA UEG

Translate

domingo, 15 de novembro de 2015

INTERDIÇÃO REITORIA DA UEG: 17/11/2015


Um comentário:

  1. Gostaria antes de mais nada parabeniza-los pela luta em favor deste patrimônio goiano que está sendo dilapidado por esta atual administração de modo sorrateiro e silencioso. Investimentos em festas e gastança desenfreada com diárias que somente em 2014 foram quase dois milhoes com viagens desnecessárias. O elefante branco que antes seria para os alunos(centro de convivência - campus Anápolis) hoje abriga um estacionamento de ônibus, vans e caminhonetes novas que encontram-se paradas. Outro ponto são os cursos, mais uma vez a UEG perdeu a oportunidade de inserir o curso de medicina por falta de estrutura. Esta atual administração colocou no bolso conselho de diretores, Diretorio de Estudantes somente para garantir votos nos CsU. Não adianta revindicar percentuais de arrecadação para a UEG se no final será utilizado para inchar novamente as folhas de pagamento e não para serem investidos nos Campis Universitários. Abrão os olhos, vocês estão sendo enganados com esmolas. Fora o desvio de R$ 10 milhões que até hoje ninguém sabe onde foi parar. Se não se lembram olha a historia http://www.midiaindependente.org/pt/red/2013/03/517692.shtml Triste saber que este valor foi roubado da sociedade

    ResponderExcluir